segunda-feira, 16 de outubro de 2017

EXTREMO DELEITE

Incontestável é o prazer/O extremo deleite/A encantada volúpia/A lascívia luxúria/É o momento de um casal/Deguste cada toque/Beba o meu suor/Como se fosse/O néctar dos deuses/Embebeda-se nos meus beijos/Ouça apenas a música/Que nos embala/Cada passo/Em direção do orgasmo/Ouça o meu suspiro/Quero ouvir o teu sussurro/Na meia luz do quarto/Vamos nos misturar/Nos lençóis/Travesseiros/Simples obstáculos/Que serão levados para o chão/Na primeira escaramuça sensual/Quero tirar/Lentamente/Cada peça que impede/De você ficar nua/Pegue a taça de vinho/Derrame sobre o meu corpo/Deixe-me molhado/Agora venha aos poucos/Lambendo cada gota/Da bebida dos deuses/No meio do caminho/Pare/Suspire/Me leve aos alturas/Tire de mim/O extremo gozo/Depois/Farei a minha parte/Vou pegar uma taça de champangne/Jogarei no teu lindo corpo/Sugarei os pontos molhados/Secarei a tua pele com a língua/Ávida em sentir o prazer explodindo nas alturas/Vou demorar muito/Também/No meio do caminho/Ali/Vou adentrar o ponto máximo do teu prazer/De uma mulher/Desejosa/Insaciável/Carente/Por um estonteante orgasmo.

domingo, 8 de outubro de 2017

A CURTA PAIXÃO

Não vou ser o teu pranto/Não vou ser o motivo da tua tristeza/Não vou ser a razão/Da tua desilusão/Nem da tua paixão/Nem do teu amor/Serei um sentimento de verão/Que tem prazo para terminar/Como se fosse uma noite/Que demora em terminar/Serei mais uma experiência amorosa/Que todos têm/Mas serei intenso/Profundo/Dando entender/Que serei eterno/Enquanto o suspiro permitir/Não vou deixar saudade/Serei mais um na tua vida/Que na somatória/Pouca coisa vai aumentar/Será do tamanho de um longo beijo/Serei como uma ave/Voarei com você/Por um curto período/Depois/Deixarei você nos braços da vida/Vida que é também/Bem curta/Não vou ser o teu pranto/Não vou estar ao teu lado/Para enxugar as lágrimas/Porque acredito/Que você não vai chorar/Vai aproveitar/Para largar as asas nas noites/Nos braços de outro/Vai entender/Que devemos aproveitar apaixonadamente/Cada segundo da parca vida que temos/Vá vivendo/Linda mulher/Amando hoje/Desabando no colo da boemia outra vez/Sem medo da alegria/Enquanto eu/Vou pulando aqui e acolá/Como uma ave noturna/Atado nos laços do coração/De uma bela mulher/Que estiver de plantão.

terça-feira, 3 de outubro de 2017

REPUGNANTE SILÊNCIO

Resignação misteriosa/Vida resignada/Silêncio perante a vida/Revolta/Contra as injustiças/Corações despedaçados/Lutas sem fim/Onde tudo termina/Quando a morte bate à porta/Dor oculta/Profunda/Raízes no coração da terra/Espalhando esperança/No silêncio da noite/Viver na terra/Experiência melancólica/De seres impotentes perante o predomínio/De uma elite que devasta a alma/Mentiras/Que profanam a verdade/Jornais espalham mentiras/Todos acreditam/Porque é mais fácil acreditar numa mentira/Do que aceitar a apaixonante verdade/Verdade/ Amante dos humilhados/Das pessoas puras de coração/Mídia que inventa/Para ganhar pontos/Não importando o resultado/Se o acusado/É inocente/O que interessa é fazer notícia/De qualquer maneira/Raça humana/Podre raça humana!/Seres desqualificados/Que governam os nossos passos/Nessa pobre nação/Polícia do Estado/Prende/Sem provas/Apenas quer estar bem na foto/Na mídia assassina/Governo nadando na lama/Onde todos roubam/Justiça se cala/Manda prender/Somente os que não fazem parte do esquema/Assim/Vamos/No silêncio da vida/Vida que um dia vai acabar/Até lá vamos/Com o coração triste/Por ver amigos/Sendo triturados na máquina destruidora do Estado.

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

FOLHA SECA

Folha que cai do galho/O vento a leva para bem longe/Ganha altura/Voa na imensidão do firmamento/Observa pela última vez/O local que residiu/Nos últimos tempos/Depois de efetuar um encantado voo/Pelas planícies/Montanhas/Rios/Mares/O vento a traz até a palma da minha mão/Vem suavemente/Para me dizer/Que quer morrer/Sentindo o calor do meu corpo/E do meu perfume/Pede para enterrá-la/No espesso tapete de folhas mortas/Ali/Junto com as demais/Quer servir de nutriente/Para que outras folhas/Novas/Verdes/Lindas/ Embelezem a bela/E majestosa floresta.

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

ARTE DO INFINDÁVEL DELEITE

Arte!/Insana!/Sensual/!Ou pornográfica/Arte suja/Suja é a mente/De quem não aceita/Que a arte/É o deleite/Do poeta/Do escritor/Do artista/Criação do drama!/Da história/Da paixão/Na escuridão da noite/Arte/Noite/Irmãs gêmeas!/Repletas/De gemidos/Infindáveis ais/De uma desejosa e bela mulher/Nos braços/De um homem/Perdido/No balanço/Dos calientes beijos/Arte!/Você/É a mãe/Da insustentável/Leveza/De um sexo/Que torna a noite/Um palco sem platéia/Arte!/É escrever um poema/Descrevendo as curvas/De uma bela mulher/Entrando nos pequenos detalhes/Sem esquecer/Que no meio das coxas/Tem o vale da perdição/Dos homens/Arte!/Sou o teu filho predileto/Poeta!/Mente suja/E sem limite/Nas infindáveis imaginações/A vida é uma arte/Porque cria/Lindas histórias/Alegres e tristes/Nada teria graça/Se não existisse o poeta/Criador da melodia do amor/Criador das cenas românticas/Produtor das novelas/Onde retrata/O drama de uma mulher/Mal amada/De um homem/Desacreditado no amor/Arte!Mortal!/Ou louca!/Poeta!/É igual o musical/La Cumparsita/Que emociona o coração do dançarino/Arte!/Você é a responsável/Pela pouca/Ou pela grande/alegria/Que o ser humano tem/Arte é uma ciência/Do bem/Do mal/Porque mostra a verdade/Do homem/Da mulher/Onde os deixa nus/Perante a sociedade/Sociedade/Hipócrita/Racista/Pedófila/Totalitária/Porque não admite/Que a arte/Mostra a cara/De um homem/Corrupto/Ladrão/E acima de tudo/Fraco/Covarde/Que não admite os fracassos/Perante o mundo.

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

PÚTRIDA ALMA

Casa vazia/Lobo coração/Quarto solitário/Cama fria/Dias incertos/Longas horas/Que não passam/Nada satisfaz/Estradas bloqueadas/Olhos marejados/Difícil amor/Amor bloqueado/Entre barreiras/Sentimento na escuridão da noite/Noite parceira/Parceira madrugada/Aurora traiçoeira/Ruas escuras/Apenas poucos viventes/Luz na esquina/Esquina que tem um bar/Onde a bebida/É a eterna parceira/Fundo musical/Alimenta a alma/Do descrente/Que não acredita/No amor/E na paixão/Amarga alma/Perdida na imensidão do mundo/Mundo!/Mundo que não tem sossego/Flor jogada no mar/Pelo amante/No final de um difícil amor/Onde as ondas levam/E trazem as cartas/Que um dia foram escritas/No velho continente/Vindo aos poucos/Cair nos braços da praia/Nunca noite estrelada/Coração que não entende/Nem pretende um dia/Entender/Porque ama/E não é amado/Musica/Triste ou alegre/Nada serve/A um ser que não ama/Porque nada o satisfaz/Quer simplesmente voar/Ser um pássaro livre/Sem ninho/Morador de rua/Do espaço/Das florestas/Não quer acasalar/Quer viver como uma águia/Escondida na mais alta/Das montanhas/Adormecer sozinha/Águia e Alma/Almas gêmeas de uma existência sem futuro/Sem estrada/Desastrada e infeliz/Garganta seca/Seco coração/Desacreditado/Não quer ser atado/Amarrado/Quer apenas navegar/Sem fixar em algum porto/Porque nenhum é seguro/Se segura na solidão de uma vida/Cheia de amargura/Amargura/Resultado de falsos amores/Distribuídos em existências mal sucedidas/Casa sem dono/Fantasmas em todos os aposentos/Aposentos repletos de boemias energias/Magia que apavora o residente/Velha casa/Assombrada/Outrora habitada/Por amantes/Loucos por orgias/Aonde a bebida corria solta/Mulheres casadas e solteiras/Todas focadas na troca da desvairada sensualidade/Sem passado/Sem futuro/Apenas querem/Viver o presente/Dando de presente/O seu prazer/Recebendo em troca/Apimentadas caricias/Para obterem parcos gozos/Alma humana/Desgraçada alma/Que todo dia morre uma/Duas/Três/Não obedecendo nenhuma regra/Para o fatal final/Final que não importa/O que importa/É viver infinitamente o presente/Porque o presente/Se sente/Na alma/Na carne/No coração/Hipócritas almas/Seres repugnantes/Maltratam a verdade/Verdade que não existe/Existe apenas para a elite/Elite sem caráter/Caráter inexistente/Existente nos velhos tempos/Que os anos/Não trazem mais/Alma!/Que fazes na terra!/O teu lugar é no inferno/Padres/Pastores/Freiras/Todos envolvidos/Nos podres porões da sexualidade/Que ainda/Para descarregar a consciência/Pregam sermões/Desprovidos de sinceridade/Alma/Vá e não volte mais!/Deixe a verdade/Habitar esse pobre planeta.

sábado, 16 de setembro de 2017

SUSSURROS DA PARTIDA

Gotas de despedida/Soluços de adeus/Para nunca mais voltar/Sussurros da partida/Amor que cansou/Cansou porque nunca existiu/Tentou/Mas não conseguiu/Morreu no início do caminho/Inevitáveis lágrimas/Faz parte/O amor é uma obra/Difícil de construir/Preciso/Sim preciso/Visitar a galeria/Onde está guardada/A maior emoção da minha vida/Palmilhar as terras do meu exílio/Terra distante/Mas que nunca saiu da minha mente/Caminhar pelo belo jardim/Onde as flores/Cumprimentam/Os caminhantes/Exalando o seu perfume/Preciso parar de chorar/Matar a saudade/Que tanto me maltrata/Está difícil/Segurar a saudade/Gotas de lágrimas/Caem no solo seco do coração/Outrora fértil/Hoje melancólico/Tenho conversado com a lua/A minha amante inseparável/Cúmplice das minhas contradições/Inerentes a qualquer vivente/Soluções de adeus/Caminhando sem olhar para o dia de ontem/Sussurros sem querer repetir o caminho do dia de ontem/Afirmar que é preciso mudar/Mudar para ser feliz/Nem que para isso/As lágrimas rolem/E se tornem enchentes/Cada um tem a sua emoção/Que não somos obrigados a compartilhar/Sou do mundo/Do tempo/Sou viajante/Desculpe/A minha alma é caminhante/Se um dia/Alguém me prender/Vou morrer/No arcabouço da solidão/Não sou um pássaro amarrado/Com asas cortadas/Preso numa gaiola/Preciso cantar para que o mundo ouça/A voz da poesia/Do poema/Espalhar as palavras nos arredores de todas as cidades/No novo/E no velho mundo/Sei que vou deixar/Muita gente chorando/Mas necessito/Ir à busca da felicidade/Que um dia fez parte/Da minha vida/Logo/Muito logo/O trem vai passar/Na minha frente/Vou embarcar/Com uma passagem sem volta/Vou ao encontro/Dos planaltos/Das planícies/Das montanhas/Onde estão guardados/Os segredos da alegria.